Portal SI

Home O Curso Estágio Supervisionado

Estágio Supervisionado

E-mail Imprimir PDF

Logo Facensa

Faculdade Cenecista Nossa Senhora dos Anjos

Mantida pela Campanha Nacional de Escolas da Comunidade – CNEC

Credenciada pela Portaria Ministerial 1.267 de 25/04/2002

D.O.U. 26/04/2002

 

Regulamentação do Estágio Supervisionado

por

Prof. Ms. Marcelo Henrique Euzebio Batista

Este endereço de e-mail está protegido contra spambots. Você deve habilitar o JavaScript para visualizá-lo.

Apresentação

Segundo o projeto pedagógico do Curso de Bacharelado em Sistemas de Informação, o Estágio Supervisionado envolve um trabalho a ser desenvolvido pelo aluno, podendo ser uma pesquisa científica ou em organização privada ou pública (orientado por um Supervisor de Estágio), que deve resultar em uma monografia ou relatório de atividades, com o objetivo de adquirir experiência em um ambiente de trabalho real e pôr em prática os conhecimentos teóricos adquiridos no curso, além de colher subsídios para a elaboração do Trabalho de Conclusão de Curso.

O estágio é a atividade profissional, desempenhada pelo acadêmico, que tem estreita correlação com sua formação acadêmica, independente do vínculo empregatício que o ligue à empresa ou à entidade pública.

A relação Faculdade-Empresa é imprescindível para o bom desempenho de atividades relacionadas com pesquisa e execução de trabalhos práticos nos quais sejam aplicados conhecimentos e técnicas incluídos no campo da Informática.

Para que se atinja e mantenha o mais alto padrão de ensino, é necessário que o Estágio Supervisionado contribua para dar, ao futuro profissional, a experiência e flexibilidade normalmente adquiridas através da continuada convivência com sua futura realidade profissional. O estágio deve evidenciar a necessidade de melhor adequação entre o currículo acadêmico e o mercado de trabalho.

No Curso de Bacharelado em Sistemas de Informação, o Estágio Supervisionado corresponde a 08 créditos (160 horas de atividade).

Disposições Iniciais e Finalidades

O presente regulamento normatiza as atividades de Estágio supervisionado a que devem se submeter os alunos do Curso de Bacharelado em Sistemas de Informação e tem por finalidade, dar ao estudante a experiência e flexibilidade normalmente adquiridas através da continuada convivência com sua futura realidade profissional.

EsTÁGIO SUPERVISIONADO

Definição

Estágio é o período de exercício pré-profissional previsto em currículo, em que o estudante de graduação permanece em contato direto com o ambiente de trabalho, desenvolvendo atitudes fundamentais, profissionalizantes ou comunitárias, programadas ou projetadas, avaliáveis em conceito, com duração e supervisão constantes de leis e normas.

Objetivos

O Estágio Supervisionado tem como objetivo complementar a formação acadêmica, possibilitando a integração entre teoria e prática, através do contato do aluno com a vida profissional, em empresas ou instituições. O Estágio deve proporcionar ao acadêmico uma formação em posto de trabalho que facilite sua integração ao mercado de trabalho. Deve, portanto, dotar o estudante de um instrumental prático indispensável ao perfeito desempenho de sua futura atividade profissional.

Conceitos

O projeto do estágio (Anexo I) deve contemplar os principais aspectos do estágio a ser realizado pelo estudante e traçar a linha básica a ser adotada, em termos de alcance, objetivos, metodologias, justificativas e cronograma de trabalho.

O Relatório Final de Estágio (Anexo II) é o documento, gerado durante o exercício do Estágio Supervisionado, formalizando a sua execução à aprovação pela Faculdade.

O Supervisor Externo Profissional é o profissional, preferencialmente com formação na área de Informática, que supervisionará e se responsabilizará, na empresa, pelo exercício do Estágio Supervisionado realizado pelo aluno.

O Coordenador do Estágio é o profissional, designado pela Faculdade, para apoiar o aluno na absorção das técnicas e exigências estabelecidas, inerentes ao Estágio Supervisionado, bem como para acompanhar, controlar e avaliar o exercício do mesmo.

Caso seja necessário, a faculdade designará um Orientador de Conteúdo, para apoiar o aluno na área de especialidade relacionada ao tema objeto do Estágio Supervisionado, bem como avaliar o estágio e o correspondente relatório no que tange ao seu conteúdo.

Coordenação

A Coordenação de Estágios está subordinada administrativamente à Coordenação do Curso de Bacharelado em Sistemas de Informação.

A Coordenação de todas as atividades de estágio será exercida por um professor designado pela Direção da Faculdade.

Atribuições da Coordenação

Compete à Coordenação de Estágios:

· Executar a política de estágios deflagrada pela Faculdade;

· Redigir e baixar normas e instruções para os estagiários, bem como para o professor orientador, que deverão ser submetidas à apreciação da Coordenação do Curso;

· Divulgar, entre os alunos do Curso, qualquer informação ligada ao estágio;

· Acompanhar o desenvolvimento dos estágios mantendo, para isso, um cadastro que contenha todas as informações necessárias;

· Providenciar a abertura de campos de estágios curriculares;

· Orientar o aluno em tudo que se relacione com estágio;

· Implantar e desenvolver uma política de divulgação da importância do estágio junto às Entidades Concedentes;

· Propor a mudança deste regulamento à Coordenação do Curso de Bacharelado em Sistemas de Informação;

· Apresentar, semestralmente, um relatório geral das atividades à Coordenação do Curso de Bacharelado em Sistemas de Informação;

· Convocar reuniões com os professores orientadores e com os alunos, para tratar de assuntos relacionados com o estágio;

· Enviar à secretaria da Faculdade, ao final de cada semestre letivo, os resultados obtidos pelos estagiários;

· Desenvolver outras atividades inerentes à área.

Ao Coordenador de Estágios será atribuída uma carga horária semanal de 4 (quatro) horas-aula.

Legislação

A atividade de estágio obedece a seguinte legislação:

· Lei no 6.494 de 07/12/1977, publicada no Diário Oficial da União, em 09/12/1977, página 16.870;

· Lei no 8.859/94;

· Decreto no 87.497, de 18/08/1982, publicado no Diário Oficial da União, em 18/08/1982, página 15.142;

· Decreto no 89.467/84;

· O presente regulamento interno;

· Resolução do Conselho Federal de Educação de 08/07/1967;

· Normas regimentais da entidade concedente, onde o estágio se realiza;

· Portaria do Ministério da Educação no 159/65;

· NBR 10520 – ABNT (Associação Brasileira de Normas Técnicas).

Realização do Estágio Supervisionado

O estágio será realizado no período de um semestre letivo. Conforme o currículo do Curso de Bacharelado em Sistemas de Informação, o Estágio Supervisionado está inserido no 6o semestre.

O estagiário deverá apresentar um relatório final de atividades e horas exercidas junto à empresa concedente. Ao final do semestre ele deverá completar a exigência curricular mínima, solicitada pelo professor orientador.

Deverá ser observada, por parte do estagiário, a carga horária fixada no Termo de Compromisso (160 horas de atividades semestrais), firmado entre a Coordenação de Estágio, entidade concedente e o estagiário.

O estágio realizar-se-á, obrigatoriamente, nas áreas de concentração indicadas pela Coordenação, que são: i) análise e programação de sistemas; ii) administração de bancos de dados; iii) gerenciamento de redes de computadores; iv) suporte.

Na integralização da carga horária total do estágio poderão ser incluídas as horas destinadas ao planejamento, orientação paralela e avaliação das atividades, que não devem exceder a 20% da carga horária destinada ao estágio e prevista no currículo do curso.

Deveres dos Estagiários

Os estagiários terão, junto à Coordenação de Estágios, os seguintes deveres:

· Elaborar o projeto de Estágio, de acordo com as instruções recebidas pelos professores orientadores;

· Preencher os requisitos necessários ao desenvolvimento do projeto, de acordo com este regulamento;

· Cumprir as determinações constantes do convênio e do Termo de Compromisso de Estágio;

· Elaborar e entregar os relatórios e demais documentos exigidos, no prazo fixado;

· Empenhar-se na busca de conhecimento e assessoramento ao desempenho das atividades de estágio;

· Manter contatos periódicos com o coordenador professor orientador, para discussão do andamento do estágio;

· Elaborar o relatório final de estágio, segundo as instruções do presente regulamento.

O estagiário que desenvolver seu estágio, na instituição em que trabalha, deverá fazê-lo fora de suas atividades de rotina ou, dentro delas, com caráter inovador ou investigativo, a critério do Coordenador do Curso.

É atribuição do professor orientador receber o estagiário pelo menos uma vez por quinzena, para prestar assistência e esclarecer as dúvidas, desde a elaboração do anteprojeto até a conclusão do estágio.

Entidades Concedentes

Entende-se por entidade concedente a organização ou entidade que propicia campo de estágio aos alunos do Curso de Bacharelado em Sistemas de Informação, dando-lhes oportunidade para completarem sua formação profissional.

A Faculdade espera que as entidades concedentes colaborem com a realização do estágio, proporcionando: i) supervisão e avaliação bimestral do estágio; ii) condições para que o estagiário atinja os objetivos propostos previamente no projeto de estágio.

Supervisor Externo Profissional

Cabe ao Supervisor Externo Profissional:

· Acompanhar a atividade do estágio na organização, orientando o estagiário em seu exercício;

· Responsabilizar-se junto à Faculdade pelo exercício do estágio, dentro das normas previstas neste regulamento;

· Emitir laudo do estágio realizado, componente do relatório final;

· Acionar a Faculdade, notadamente através do Coordenador de Estágio ou do professor orientador, sempre que ocorrer qualquer fato que interfira na realização do estágio.

Projeto de Estágio

Será exigido, do estagiário, um projeto específico para o Estágio Supervisionado.

O projeto de estágio será elaborado pelo aluno, de forma individual, orientado pelo professor orientador, com assessoria do Coordenador de Estágio.

O projeto deverá ser apresentado dentro das especificações fixadas neste regulamento e deverá ser aprovado pelo professor orientador e homologado pela Coordenação de Estágios.

O projeto de estágio deverá ser entregue em duas vias impressas, que terão a seguinte destinação:

1a via – à Coordenação de Estágios, para aprovação e homologação, ficando arquivada na Coordenação do Curso;

2a via – à entidade concedente.

Relatórios

Durante a realização do estágio, o aluno apresentará ao coordenador de estágio, ao professor orientador, a ficha de avaliação do estágio (conforme Anexo III). Esta ficha deverá ser preenchida no final do primeiro bimestre de realização do estágio e, também, na conclusão do estágio. O preenchimento da ficha é realizado pelo supervisor externo de estágio.

No relatório final do estágio deverão constar os seguintes itens: i) síntese das tarefas executadas; ii) apreciação das atividades desenvolvidas; iii) dificuldades encontradas; iv) pesquisa bibliográfica realizada (quando necessário); v) relação das atividades desenvolvidas com as disciplinas estudadas no curso.

Além do relatório final e das fichas de avaliação, o coordenador de estágio poderá exigir relatórios adicionais, ou outras informações necessárias para o sistema de avaliação.

O cronograma contendo os prazos de entrega do projeto, fichas de avaliação e relatório final do estágio, será divulgado no início de cada semestre letivo, durante a realização da reunião inicial, junto à Coordenação de Estágios.

Compete à Coordenação de Estágios julgar os casos excepcionais, mediante justificativa apresentada pelo estagiário.

Avaliação

O estágio será avaliado pelo projeto, fichas de avaliação e pelo relatório final de estágio. Será emitida uma nota única, composta dos seguintes pesos:

· Projeto de estágio: 20%

· Fichas de avaliação: 15% cada

· Relatório final: 50%

As entregas do projeto de estágio e do relatório final, respeitando os prazos estipulados, são atividades obrigatórias, ou seja, a aprovação no estágio está condicionada à entrega desses documentos.

As atividades de estágio serão, obrigatoriamente, avaliadas pelo coordenador de estágio professor orientador.

A avaliação do relatório final, pelo professor orientador, é uma necessidade para orientação técnica e metodológica do projeto de estágio em desenvolvimento.

Relatório Final de Estágio

O relatório final de estágio é um documento elaborado pelo estagiário, no qual constam as atividades desenvolvidas durante o período de estágio.

O relatório final de estágio será entregue na forma impressa, em 2 (duas) vias, com a seguinte destinação:

1a via: Coordenação de Estágios;

2a via: entidade concedente.

Avaliação do Relatório Final de Estágio

A avaliação do Relatório Final de Estágio deverá contemplar os seguintes pontos:

· Justificativa para aplicação do trabalho (amplitude do trabalho);

· Capacidade crítica;

· Capacidade de inovação (criatividade);

· Percepção e profundidade de conhecimentos específicos;

· Domínio de conhecimentos;

· Verificação da metodologia de trabalho.

O conceito final será a nota atribuída pelo coordenador de estágio professor orientador, que não deverá ser inferior a 6,0. Caso o estagiário não alcance o conceito mínimo fixado, terá um prazo de trinta dias para reformular o trabalho executado.

Se, após a reformulação do relatório final do estágio, o mesmo não alcançar novamente o conceito mínimo fixado, o aluno terá seu estágio considerado nulo para todos os efeitos, ficando reprovado na disciplina de Estágio Supervisionado.

Não alcançando o conceito mínimo, o aluno deverá matricular-se no período seguinte e cumprir todas as etapas previstas neste regulamento.

DISPOSIÇÕES FINAIS

A realização do estágio é obrigatória para a conclusão do curso.

O aluno que, até o final do curso não cumprir as atividades de estágio deverá matricular-se no último semestre para receber as orientações do estágio pelo coordenador de estágio professor orientador.

Os casos omissos no presente regulamento serão resolvidos de acordo com a decisão da Coordenação de Estágios, juntamente com a decisão do professor orientador e do Coordenador do Curso. Casos especiais serão levados ao Conselho Superior da Faculdade.

Este regulamento entra em vigor após apreciação pela Coordenação do Curso de Sistemas de Informação e aprovação do Conselho Superior.


Anexo I – Roteiro para Elaboração do Projeto de Estágio

1. Introdução

A introdução deve abranger os seguintes itens: i) identificação da entidade concedente; ii) dados oficiais; iii) breve histórico; iv) definição da área a ser estudada e v) identificação do problema ou necessidade verificada (abordagem sucinta).

2. Objetivos

Neste item deverão ser apresentados o objetivo principal e a definição das metas (objetos específicos) para a geração de alternativas destinadas a solucionar problemas/necessidades levantados na área. Devem ser colocados de forma clara, de modo a possibilitar medições.

3. Revisão Bibliográfica/Referencial Teórico

A revisão bibliográfica constitui-se num levantamento do que foi escrito sobre o assunto. É a fundamentação teórica necessária ao perfeito entendimento da área, objeto de estudo e a apresentação de alternativas para a solução dos problemas levantados.

Nesta fase, a leitura de diversos autores, que possuem publicações na área, é imprescindível, para que possibilitem ao estagiário, apresentar um referencial teórico pertinente à área.

4. Programa de trabalho

O programa de trabalho constitui-se no detalhamento das etapas básicas a serem cumpridas, dispostas seqüencialmente, para melhor orientação do estágio. Estas etapas devem demonstradas num cronograma que estipule os prazos para execução das atividades.


Anexo II – Roteiro para Elaboração do Relatório Final de Estágio

O resultado do estágio deve ser apresentado em um Relatório Final de Estágio. Este relatório deverá ser apresentado conforme normas técnicas, distribuídas nos seguintes itens:

1) Encadernação: os relatórios finais de estágio deverão ser encadernados em espiral dura, para posterior catalogação e disponibilização na biblioteca da Faculdade.

2) A capa do relatório deverá conter as seguintes informações: i) nome da Instituição; ii) nome do Curso; iii) título do estágio; iv) nome do aluno; v) nome da entidade concedente; vi) professor orientador e vii) local e ano.

3) Estrutura do relatório: o conteúdo do relatório deverá obedecer a seguinte estrutura: i) capa/folha de rosto; ii) sumário; iii) introdução (incluindo objetos e motivação para o desenvolvimento do estágio); iv) informações referentes à entidade concedente; v) revisão bibliográfica; vi) atividades desempenhadas durante a realização do estágio; vii) análise crítica das atividades e dos resultados obtidos; viii) considerações finais (relatando dificuldades encontradas, o aprendizado alcançado, relação do estágio com as disciplinas do curso, encaminhamentos para o trabalho de conclusão, entre outras informações); ix) referências bibliográficas e x) anexos (documentos comprobatórios: termo de compromisso, fichas de avaliação do estágio preenchidas pelo supervisor externo, ficha de avaliação preenchida pelo professor orientador e demais documentos que comprovem a realização das atividades pertinentes ao estágio.

 

Curso de Bacharelado em Sistemas de Informação

Rua Dr. Luis Bastos do Prado, 2122 – Centro – Gravataí - RS

Fone: (51) 3488-1991 Fax: (51) 3488-5595

www.facensa.com.br

 

Última atualização em Seg, 04 de Outubro de 2010 13:43